4 maneiras onde o Açúcar poderia estar prejudicando a sua SAÚDE MENTAL

Publicado por Wanderson Houpillard - Personal Trainer em 15/07/2015.

4 maneiras onde o Açúcar poderia estar prejudicando a sua SAÚDE MENTAL
A maioria das pessoas sabe que comer muita sobremesa e alimentos processados ​​podem contribuir para problemas físicos e de saúde, como obesidade e diabetes tipo 2. Muito menos atenção tem sido dada ao impacto de um elevado teor de açúcar da dieta sobre a saúde mental, embora numerosos estudos demonstraram os efeitos deletérios de um doce pode ter sobre o humor, a aprendizagem e a qualidade de vida. Além de inflar as cinturas, o açúcar e outros adoçantes, incluindo xarope de milho de alta frutose, mel, melaço e xarope de bordo, pode contribuir para uma série de problemas de saúde mental:

# 1 Depressão


A montanha-russa do açúcar elevado no sangue pode acentuar os sintomas de transtornos de humor. Com o consumo excessivo de açúcar a um risco aumentado de depressão e piores resultados em indivíduos com esquizofrenia. Há algumas teorias que explicam. O açucar suprime a atividade de um hormônio chamado BDNF que é baixo em indivíduos com depressão e esquizofrenia. O açúcar também está na raiz da inflamação crônica, que afeta o sistema imunológico, o cérebro e outros sistemas do corpo também tem sido implicado na depressão. Curiosamente, os países com alto consumo de açúcar também têm uma alta taxa de depressão.

# 2 Dependência


Embora controverso, um crescente corpo de evidências aponta para o potencial viciante do açúcar. Ambas as drogas e, em menor medida, o açúcar e alimentos processados ​​inundam o cérebro com a DOPAMINHA que da a sensação de PRAZER, e ao longo do tempo altera a função cerebral. Em um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Yale, a simples visão de um milkshake ativa os mesmos centros de recompensa do cérebro da cocaína entre as pessoas com hábitos alimentares que causam dependência. Em 2007 um estudo mostrou que os ratos realmente preferem água com açúcar em vez da cocaína. Ratos que receberam gordos e produtos açucarados demonstraram clássicos sintomas de vício, incluindo sintomas de tolerância e abstinência quando os produtos foram retirados.

# 3 Ansiedade


A DIETA AMERICANA, que é cheia de açúcar e gordura, não necessariamente causa ansiedade, mas ela parece piorar os sintomas de ansiedade e prejudicar a capacidade do organismo para lidar com o estresse. Os indivíduos que sofrem de ataques de pânico, por exemplo, são hiper-alertados para sinais de perigo iminente. O açúcar pode causar visão embaçada, dificuldade de pensar e de fadiga, todos os quais podem ser interpretados como sinais de um ataque de pânico, aumentando assim a preocupação e medo. A alta do consumo de açucar pode causar agitação e tensão, o que pode tornar a ansiedade pior.

Pesquisas têm demonstrado uma correlação entre o consumo de açúcar e ansiedade. Em 2008 um estudo, onde os ratos consumiram em excesso açúcar e, em seguida, ficaram em jejum, exibiram uma taxa maior de ansiedade. Em 2009 um estudo com ratos alimentados com sacarose em comparação a um grupo alimentando com MEL, os que foram alimentados com sacarose estavam mais propensos a sofrer de ansiedade. Enquanto mudanças na dieta por si só não podem curar a ansiedade, podem minimizar os sintomas, aumentar a energia e melhorar a capacidade do organismo para lidar com o estresse.

# 4 Aprendizagem e Memória


O açúcar também pode comprometer cognitivas habilidades, tais como a aprendizagem e a memória. Em um estudo animal pela Universidade da Califórnia, Los Angeles, seis semanas tomando uma solução de frutose (semelhantes à soda) fez com que os ratos se esquececem da saída de um labirinto, enquanto os ratos que comeram uma dieta nutritiva e aqueles que consumiram uma dieta rica em frutose que também incluiu ômega-3 ácidos graxos encontraram o caminho mais rápido. A dieta rica em açúcar causou resistência à insulina, que por sua vez deteriorou as comunicações entre as células do cérebro com a formação do aprendizado e memória.

Reconhecendo estes e outros riscos, as tendências no consumo de açúcar parecem estar mudando. As pessoas estão acomsumindo menos açúcar - cerca de 13 por cento de suas calorias diárias - que ainda está longe demais, mas um claro progresso de 18 por cento há pouco mais de uma década atrás. Nossos corpos nunca foram destinados a lidar com a quantidade de açúcar que se tornou a norma na dieta americana. Pelo menos agora nós estamos começando a reconhecer que a mente e o corpo estão intrinsecamente ligados e ambos devem ser alimentadas para alcançar a saúde ideal.

E no Brasil estamos seguindo o mesmo padrão alimentar dos AMERICANOS. Fazendo as mudanças agora, podemos envelhecer com uma excelente QUALIDADE DE VIDA. E você o que quer para a sua velhice? 

Comente aqui e COMPARTILHE!!! 

Divulgue este artigo!
Comente este Artigo...

Contato

Tel.: (11)2801-8354
Whatsapp.: (11)94366-3265

Mídia

Aqui você vai saber tudo que estão falando de nossa empresa na mídia, clique no botão e veja matérias de jornais, revistas e televisão.

Trabalhe Conosco

Você gostaria de fazer parte da nossa equipe, mande nós um email com seu curriculo e no assunto coloque rh, e no corpo do email coloque uma breve descrição sobre você e o seu trabalho como personal trainer, envie para este email: rh@zacaiapersonaltrainer.com.br

Copyright © 2012 ZacaiaPersonalTrainer.com.br - Zacaia Personal Trainer e Consultoria em Qualidade de Vida ∞